sexta-feira, 11 de julho de 2008

aInDa qUeR QuE eU O amE


Estes são versos escritos por uma pessoa muito especial e a foto faz jus ao seu nome.


Ainda quer que o ame...

Vive ambalsamado nas mentiras
me sufoca e me enche delas todos os dias.
Derrama sobre mim esseamor de fadigas
Ainda quer que eu o ame

Moço da vida leviana
Onde quer que vai me trai me engana
Enche de tantas outras sua cama
Ainda quer que eu o ame

Ainda quer que eu o ame
quando vejo o seu corpo
com marcas e fragâncias que eu desconheço
Finjo despercebida e assim te aceito
Pra não te perder.

IVANESSA MARIA GERVÁSIO

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Esperança em Ciclo...


quarta-feira, 28 de março de 2007


Minha poesia fala sobre a esperança, antes fossem quimeras nossas nostalgias, sonhos, dores e perdas, mas são reais assim como você e eu. Por isso falo em esperança sob visão otimista e a faço aliada em nossa luta diária.

Esperança em ciclo

A esperança talvez não se desfaça com o tempo
Apenas se fecha, enclausura-se.
Latencia os desejos
Faz-se ficar até que se conclua o laço
Até que se figure na face uma nova expressão.
Creio servir de abrigo ao amor e assim depositei o
Meu...
Foi recolhido
Reprojetado
Redirecionado
Para depois como flor florescer com o que nele há de bom.
Agigantar-se em direção do que foi aguardado, esperado...
Cumprir o seu papel
Brilhar em meio à tristeza dissipando-a
E por fim
Recolher-me novamente junto à esperança
quando se fizer necessário um novo ciclo.
Roberto Terra